Tags

, ,

astral_projection_by_digitaljej-Cópia

Você está acordando ou quase caindo no sono. De repente, através da visão, som ou um sexto sentido, você sente uma presença muito forte próxima a você. Talvez, sinta uma sensação de sufocamento ou esmagamento. Então, você tenta se mexer, mas percebe que não consegue mover nenhuma parte do corpo. É como se você estivesse envolvido por um campo invisível que impede qualquer tipo de movimento.

viagem-astral-como-fazer-e1426858936220

Mesmo que alguém esteja bem ao seu lado, na mesma cama, ele (a) não percebe nada do que está acontecendo. Neste momento, o pânico toma conta de você, um medo tão terrível que é capaz de provocar vômito ou convulsão. Desesperado (a), você tenta gritar para chamar alguém, mas a voz não sai. Você luta tenazmente para sair desta situação, mas parece que uma força invisível tolheu-lhe os movimentos. Parece que uma paralisia tomou conta do seu corpo e, dominado (a) por ela, você tenta acordar, mas não pode porque já está acordado (a), só não consegue se mover.

poder-da-magia-negra

 Devido ao pânico, seus batimentos cardíacos aceleram-se, a adrenalina se espalha pela circulação e estimula o corpo, então, você recupera os movimentos abruptamente, na maioria das vezes com um solavanco físico (espasmo muscular).

Situação no mínimo perturbadora, não é? Isso já aconteceu com você?

Este fenômeno que parece durar uma eternidade, porém, dura até 90 segundos, mete medo em muita gente, mas é muito mais comum do que se pensa. Estima-se que até 60% da população mundial já tenha passado por esta experiência pelo menos uma vez na vida.

Em poucos momentos, a pessoa racionaliza o fato e dá a única resposta possível: “Foi um pesadelo!”

Algumas pessoas mais impressionáveis fantasiam algo e jogam a culpa da paralisia em demônios ou seres espirituais. É surpreendente que estórias de demônios, alienígenas, bruxas ou duendes que nos atacam em nosso sono existam em todo o mundo. O motivo do malfeitor pode variar de posse em linha reta a maldade ou vingança. No Japão, fala-se de Kanashiba, que significa “amarrar com uma corda de ferro”. No Ártico, fala-se em Inupik ou Yupik, um conceito pelo qual uma alma tenta entrar no corpo da vítima paralisada. Outras culturas falam da lenda da Bruxa Velha em que uma mulher deformada com aparência de idosa espreita para sentar-se no peito de uma pessoa que está dormindo. Há uma lenda que diz que uma série de entidades malévolas podem ser responsáveis pela “Síndrome da Bruxa Velha”. Em alguns casos, esta condição é tratada como trabalho externo ou do diabo.

projec3a7c3a3o-astral-009

Na verdade, o que acontece é que, quando estamos quase dormindo ou acordando, nossa consciência está em dois planos diferentes, isto é, nosso corpo astral ainda não se encaixou completamente ao corpo físico e podemos ter percepções, tanto do mundo físico como do plano astral. Por não entender este processo, as pessoas acabam transformando esta experiência em algo perturbador, criando várias “alucinações” auditivas, visuais e táteis, entre outras.

projec3a7c3a3o-astral-013

Na Conscienciologia e na Projeciologia, estes processos são chamados de estados hipnopômpico e hipnagógico (estados alterados de consciência).

• O Estado Hipnopômpico – É quando estamos voltando do sono com as ondas cerebrais ainda muito baixas (“alfa” para “beta”).  Neste estado, nossa percepção extrassensorial está muito ativa e podemos ter pensamentos intuitivos e criativos;

• O Estado Hipnagógico –  É quando estamos entrando no pré-sono e baixamos nossas ondas cerebrais de Beta (estado alerta) para Alfa (estado de relaxamento profundo).

Tanto no estado hipnopômpico, como no hipnagógico, podemos experimentar a Catalepsia Projetiva.

560937_497139080301064_1425187398_n

Na Projeciologia e Conscienciologia, a Catalepsia Projetiva, também conhecida na Medicina como Paralisia do Sono e no Brasil como Pisadeira, é um fenômeno natural, temporário e benigno do ser humano que ocorre durante o sono como forma de evitar que o corpo se mova durante os sonhos. É um fenômeno natural que ocorre todas as noites, embora raramente tenhamos consciência da sua existência porque, momentos antes de despertar, a paralisia cessa. Quando a mente desperta antes do mecanismo de paralisação ser desativado, passamos a ter consciência da Paralisia do Sono.

Esta consciência pode ser perturbadora, pois a mente ainda está atravessando um período de transição entre o estado de sono e o estado de vigília (ou vice-versa) e, nesta altura, podem surgir Alucinações Hipnagógicas ou Hipnopômpicas (sentir a presença de uma pessoa, ouvir vozes ou sons, sensação de flutuação ou de sair do próprio corpo, visualização de pessoas ou objetos, sensação de ver em redor mesmo tendo os olhos fechados, etc.).

Exemplo:

“Sentia meu corpo totalmente imobilizado e, ao mesmo tempo, conseguia visualizar o que estava em volta: Minhas cobertas, o armário, as cortinas… Mas eu continuava ali, preso no meu corpo! De repente, as cobertas começaram a se mexer e se levantar sozinhas! Era uma coisa assombrosa ver aquilo. Cada vez mais alto, as cobertas começaram a se erguer, como se um fantasma estivesse ali me aterrorizando. Minha desesperada conclusão foi: Paralisia do Sono e Alucinação Hipnopômpica. Fui inundado com uma sensação incrível de poder e larguei uma gargalhada histérica (mentalmente, pois ainda estava paralisado) que fez as cobertas despencarem, para mergulhar nos sonhos novamente.”

images

Tanto as alucinações como a própria paralisia são inofensivas, existindo quem aproveite esta fase para induzir sonhos lúcidos ou alucinações agradáveis.

Ao fim de algum tempo (que pode variar de alguns segundos até cerca de três minutos), a paralisia cessa e o corpo recupera a capacidade de se mover.

O que acontece na Catalepsia Projetiva é que a pessoa acorda no meio de um processo vibratório decorrente da mudança do padrão de vibrações do corpo astral em relação ao corpo físico. Ela acorda num estado de transição dos corpos. Simplesmente desperta para uma situação que acontece todas as noites, quando ela dorme. Geralmente, ocorre com ela adormecida e, naquela situação, ela acordou bem no meio da transição. Se a pessoa ficar quieta e não tentar se mover, sentirá uma sensação de flutuação por sobre o corpo. Ocorrerá um despertar “espiritual” consciente! E então, ela poderá comprovar, na prática, que aquilo é realmente uma saída do corpo. Verificará por si mesma que não se trata de doença ou coisa demoníaca.

o-que-e-viagem-astral-

PRINCIPAIS SINTOMAS DA CATALEPSIA PROJETIVA

– A pessoa tenta abrir os olhos, mas eles não se movem;

– Tenta mover alguma parte do corpo, mas não consegue;

– Tenta falar, gritar ou pedir ajuda, mas não emite nenhum som;

– Acaba tendo várias percepções estranhas como, por exemplo, sentir que a cama está balançando, ver o quarto totalmente diferente e com os olhos ainda fechados, audição ampliada, etc.

COMO NEUTRALIZAR A PARALISIA DO SONO

Respire profundamente e lentamente por alguns segundos; concentre-se em algum músculo e tente movê-lo, por exemplo, o dedo dos pés; force as pálpebras e tente piscar os olhos.

Screen-shot-2013-08-15-at-20.33.25

Anúncios