Tags

, , , , , , , , , , , , ,

archeometre-672x372

A espiritualidade das antigas culturas pagãs considerava a existência de três mundos, um “acima” e outro “abaixo” do nosso próprio mundo. Tanto os Mundos Superior e Inferior são habitados por deuses, com atribuições diversas conforme sejam do mundo “acima” ou do mundo “acima”.

Imagem1Existem algumas variações e, posteriormente, os seres associados aos quatro elementos passaram a ser associados ao Mundo Inferior. Com respeito a este mundo, nas culturas nórdicas, não era para onde iam os que haviam morrido heroicamente em combate, pois Valhalla fica em Asgard, reino de Odin, semelhante ao Céu cristão. Entre os celtas, no entanto, o reino dos Ancestrais era encontrado no Mundo Inferior.

Há muitas semelhanças entre o arranjo cosmológico da cultura celta e da cultura nórdica. A Árvore de Yggdrasil era uma árvore colossal que ficava no centro do Universo, com vários mundos ao seu redor. Essencialmente, era composta de três planos.

Em Vita Merlini, de Geoffrey of Monmouth, Taliesin ensina que todas as forças do Universo podem ser comparadas a dois dragões que brigam entre si, sustentado todas as forças anabólicas e catabólicas existentes nos três mundos. Esta imagem também existe na Cabala, representada pela Árvore da Vida e seus dois pilares.

Uma análise mais apurada permite colocar os mitos de diversas culturas de locais diferentes do planeta numa única perspectiva e dão a impressão de se tratar de um ensinamento muito antigo, ancestral ou arcano, que pode remontar à origem da humanidade. Se verdadeiro, os mitos são de fato a História da humanidade e não alegorias simbólicas.

imagem2

O diagrama acima funde estes “mitos” representando os Arcanos Maiores do Tarot e sua distribuição pelos três Mundos. Por ocasião do Samhain, que ocorre entre os dias 30/10 e 02/11, estes três Mundos parecem funcionar como um só. Diz a Tradição, que os véus entre os Mundos deixa de existir. É a origem das festividades de Todos os Santos (Mestres do Passado) e dos Mortos (Ancestrais).

Note que os arcanos Diabo (Guardião) e Morte tornam-se os portais de acesso ao trânsito entre os Mundos. O Imperador e a Imperatriz são os portais de “regresso” da experiência de transitar entre os Mundos. Neste diagrama, o Sol se encontra no centro e representa a consciência divina em cada um de nós. Observe que o Abismo não se encontra representado, pois deixa de existir por ocasião da festividade deSamhain.

dovima-672x372

Para os antigos Druidas, era uma ocasião especial, onde ocorriam as iniciações aos seus Mistérios, uma espécie de “Ano Novo Sagrado”.

Não é à toa que Torre e Força são os Arcanos que promovem o equilíbrio entre os mundos. A Torre destrói as vaidades e livra de todas aquelas coisas materiais desnecessárias para a existência. A Força é a verdadeira Ars Magna do poder equilibrado e justo.

Outras relações ainda são possíveis. Entretanto, no âmbito deste artigo, gostaria de me fixar apenas nas características mais importantes a respeito desta importante festividade.

Anúncios