Tags

, , , , ,

Segundo a Wikipédia, a enciclopédia livre, o Mantra(do sânscrito Man mente e Tra controle) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito. Os mantras originaram do hinduísmo, porém são utilizados também no budismo e jainismo.
Para algumas escolas, especificamente as de fundamentação técnica, mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Existem mantras para facilitar a concentração e meditação, mantras para energizar, para adormecer ou despertar, para desenvolver chakras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los.
Ao longo dos anos, os ocidentais que chegaram ao oriente tentaram explicar porque os mantras produzem os efeitos esperados. John Blofeld, que estudou por dentro as culturas indiana e chinesa, notou que não é necessário saber o significado das palavras ditas.
Alguns psicólogos ocidentais defendem que o mantra possui uma energia sonora que movimenta outras energias que envolvem quem o entoa.
Outra explicação seria a mesma usada para o efeito dos mudras: um gesto repetido por tantas pessoas durante tantos séculos que criou um tipo de caminho energético – que podemos chamar de marca no akasha, ou no inconsciente coletivo – que é rapidamente seguido pela psique da pessoa que o executa.
Muito comum é o apoio do japamala, uma espécie de rosário utilizado para contar a repetição de 108 vezes que um mantra geralmente deve ser entoado.
cropped-5fa21cd9e0d2531a2f1dfdffbab46f70_m.jpg
Sua assinatura, seu mantra
Exatamente isso! A assinatura nada mais é do que um mantra, cujas repetições vão produzir uma energia que envolve a pessoa. É aí que entra o estudo da assinatura pela Numerologia Cabalística, para que ela se torne “limpa” de vibrações negativas. Portanto, fazendo vibrar uma assinatura sem vibrações negativas, o praticante estará gerando e se envolvendo numa energia absolutamente positiva. É por este motivo que sempre faço questão de frisar a importância de se exercitar a assinatura sugerida no Mapa Numerológico Pessoal. Mas em muitos casos é difícil a pessoa entender que exercício quer dizer “exercício” mesmo! Ou seja, diariamente tomar lápis e papel, exercitando sua assinatura tantas vezes quanto possível, encarando o ato exatamente como se estivesse pronunciando um mantra.
Alguns numerólogos chegam a comparar a assinatura a um “talismã”, mas prefiro vê-la como um mantra mesmo, já que talismã me lembra sorte. E sempre digo: se um dia provarem que sorte existe, automaticamente estarão provando que Deus não existe, tampouco o livre arbítrio.
images (1)
Anúncios