Tags

, , , , , , , , , , , , , , ,

46037_1209160

“A fonte de toda a Criação é a conscientização pura…

a potencialidade pura que busca expressar-se do

não manifesto ao manifesto…

E quando descobrimos que nosso verdadeiro

Eu é potencialidade pura, alinhamo-nos

à  força que coordena tudo no universo”.

INSTRUÇÃO VIII

Lei I – Potencialidade Pura 

Guardião do Solo Sagrado (*) – Irmãos: vamos ministrar a primeira instrução de Postulante de nossa Ordem; Guardião dos Portais, qual a primeira lei espiritual do sucesso?

Guardião dos Portais – É a Lei da Potencialidade Pura, uma lei que se apóia no fato de que somos, essencialmente, Consciência Pura. É o campo de todas as possibilidades e da criatividade infinita. Consciência pura é a nossa essência espiritual. Ser infinito e ilimitado

Guardião do Solo Sagrado – Quais são os outros atributos da conscientização da nossa essência espiritual?

Guardião dos Portais – O conhecimento puro, o silêncio infinito, o equilíbrio perfeito, a invencibilidade, a simplicidade e a felicidade. Esses são os atributos de nossa essência, que é potencialidade pura.

Guardião do Solo Sagrado – Como se traduz nossa natureza essencial?

Guardião dos Portais – Se descobre quem realmente somos quando se encontra a potencialidade de nossa existência, pois aí está nossa natureza essencial. É no conhecer-se que reside a capacidade de realização de todos os sonhos, porque você mesmo representa a possibilidade eterna, a imensurável potencialidade de tudo o que foi e poderá vir a ser.

Guardião do Solo Sagrado – A nossa essência deve procurar as forças externas do universo para que nossas potencialidades sejam ativadas, Guardião da Luz?

Guardião da Luz – Não, a Lei da Potencialidade Pura também poderia ser chamada de Lei da Unidade, pois sob a diversidade infinita da vida encontra-se a unidade do espírito da pessoa. Não existe separação entre a pessoa humana e o campo de energia do universo. O campo da potencialidade pura é o próprio Eu, e quanto mais se busca a sua verdadeira natureza, o próprio Eu, mais se aproxima do campo da potencialidade pura, mais entendemos que somos parte da Inteligência Universal.

Guardião do Solo Sagrado – Como sintonizar a realidade universal de nossa essência?

Guardião da Luz– Na experiência do Eu, chamada auto-referência. Nosso ponto de referência interior é o espírito e não aquilo que nos rodeia. O seu oposto é o objeto-referência, cujo ponto de referencia interior é o Ego. Na vida, nossas experiências são muitas vezes calcadas nessa realidade, no objeto-referência, e nos deixamos influenciar pelo que acontece fora de nossa natureza interior; influenciamo-nos pelas situações, circunstâncias, pessoas, coisas. Nessa postura, buscamos incessantemente a aprovação dos outros. Nossos pensamentos e comportamentos antecipam-se a toda resposta porque se fundamentam no sentimento do medo.

Guardião do Solo Sagrado – Detalhe mais nosso comportamento relacionado ao objeto referência!

Guardião da Luz – No objeto-referência, nossa tendência é querer controlar as coisas, ter necessidade do poder externo. Toda a atitude baseada na necessidade de aprovação, de poder externo, de controle das coisas está baseada no medo. Esse tipo de força não é a potencialidade pura, o poder do Eu, o poder real. Se experimentarmos o poder do Eu, não há medo, não há compulsão para o controle, não há esforço para obter aprovação ou para conseguir o poder externo. No estado de objeto-referência o Ego está em primeiro lugar, mas ele não expressa o que realmente somos. O Ego reflete apenas nossa auto-imagem, a máscara social, o papel que representamos. A máscara social necessita de aprovação, de controle, de apoio no poder porque vive com medo.

MeditatorBrown

Guardião do Solo Sagrado – Seria a Alma o nosso verdadeiro Eu, Guardião dos Livros?

Guardião dos Livros – Sim, nosso verdadeiro Eu é a alma que está livre das coisas, imune à crítica, que não teme desafios, que não se sente inferior a ninguém, mas que também é humilde. Não se sente superior porque reconhece que todos representamos o mesmo Eu, o mesmo espírito com diferentes faces. Na auto-referencia experimentamos o verdadeiro Eu que não teme desafios, respeita todas as pessoas e não se sente inferior a ninguém; respeita e ama a todos os reinos da natureza. O autopoder é o verdadeiro poder, é embasado em nosso Eu.

Guardião do Solo Sagrado – Responda-me: ter dinheiro, cargos importantes e títulos, que tanto a humanidade busca, luta por toda uma vida terrena, não se constituem então como verdadeiros poderes?

Guardião dos Livros – É tido como poder, mas é assentado no objeto-referência e, portanto, é um falso poder. Por estar fundamentado no Ego, ele existe enquanto existir o objeto de referência. Se tivermos muito dinheiro, um título, um cargo importante – presidente de um país, de uma empresa – esse poder tão apreciado desaparecerá juntamente com o dinheiro, com o título, com o cargo. O poder baseado no Ego, portanto, termina quando acabam essas coisas. Assim que desaparecem, seja o título, o cargo, o dinheiro, o poder também desaparece.

cf63d-registros1

Guardião do Solo Sagrado – E o poder embasado no Eu, que tipo de poder é esse que podemos desfrutar?

Guardião dos Livros – É o autopoder, é diferente, é permanente porque está fundamentado no conhecimento do Eu. O autopoder tem características próprias, pois ele atrai não só as coisas que desejamos como as pessoas que possam nos interessar. Magnetiza as pessoas, as situações e as circunstâncias que alimentam nossos sonhos apoiando-se nas leis naturais. É também o suporte da divindade que se encontra num ser em estado de graça. É tão intenso esse poder que se encontra prazer em se ligar às pessoas e elas a você. É o poder do vínculo originado do amor verdadeiro.

image342

Guardião do Solo Sagrado – Como é possível aplicar a Lei da Potencialidade Pura, o campo de todas as possibilidades, em nossa vida rotineira, Guardião do Tesouro?

Guardião do Tesouro – Se desejamos desfrutar os benefícios da potencialidade pura, se queremos fazer pleno uso da criatividade, que é inerente à consciência pura, à Consciência Cósmica, precisamos ter acesso a ela. Deve-se diariamente praticar QUATRO DISPOSIÇÕES que exigem determinação e disciplina: 1)se entregar a momentos de silêncio, 2)praticar a meditação, 3)evitar julgamentos e 4)ter, de alguma forma, contato com a natureza. Com essas quatro disposições caminha-se para infinita criatividade, imensa liberdade e intensa felicidade.

Guardião do Solo Sagrado – O que significa praticar o silêncio?

Guardião do Tesouro – Praticar o silêncio significa assumir o compromisso de reservar certa quantidade de tempo para simplesmente ser. Experimentar o silêncio significa afastarmo-nos periodicamente da atividade da fala, das comunicações do mundo racional. Significa afastarmo-nos por momentos de assistir à televisão, ouvir um rádio, uma música, de ler um livro; significa desligar os pensamentos, afastar o turbulento diálogo interior. Podemos começar com alguns minutos, sempre diariamente, estendendo o período na medida de nosso preparo, de nossa possibilidade. Devemos assumir o compromisso de manter o silêncio durante certo período, diariamente, onde pudermos. Pode ser em nosso escritório, longe das pessoas, num cômodo qualquer, num parque, em qualquer lugar, por poucos momentos que seja, um momento só nosso onde nos encontraremos conosco, sem pensamentos. Devemos tentar aumentar esse tempo sempre que possível, experimentar o silêncio por um tempo cada vez maior até chegarmos a um dia inteiro.

Guardião do Solo Sagrado – O que acontece quando se entra nessa experiência do Silencio, Guardião dos Portais?

equilibrista

Guardião dos Portais – No início, nosso diálogo interior fica mais turbulento. Sentimos uma necessidade intensa de dizer coisas, pensar coisas. As pessoas ficam totalmente instáveis nos primeiros dias em que se comprometem a estender o período do silêncio. São tomadas por uma sensação de urgência e ansiedade, mas quando persistem na experiência, o diálogo interior começa a se aquietar, e o silêncio logo se torna profundo.

Guardião do Solo Sagrado – Como isso ocorre?

Guardião dos Portais – Isso acontece porque depois de certo tempo a mente desiste. A mente se dá conta de que não adianta dar voltas e voltas se você, o Eu, o Espírito, não vai falar e ponto final! Nesse estado, quando começa a silenciar o diálogo interior, começamos a experimentar a quietude do campo da potencialidade pura.

Guardião do Solo Sagrado – E a prática da meditação, Guardião do Tesouro?

Guardião do Tesouro – A meditação é outra prática a se experimentar a Lei da Potencialidade Pura. Para meditar é necessário primeiro estarmos num estado de silêncio profundo, e em seguida, por meio de mantras, músicas adequadas, palavras de direcionamento, perfumes de poder e respiração positiva, experimentamos juntamente com o silêncio puro a percepção pura, as outras realidades. No campo do silêncio puro está o campo da correlação infinita, correspondência do macrocosmo e o microcosmo, o campo infinito do poder de organização, o supremo terreno da criação onde todas as coisas estão inseparavelmente conectadas a tudo que existe. Na viagem a esse campo, pela meditação agora, é possível introduzir um leve impulso de intenção para que os desejos surjam espontaneamente. É com a meditação que nossas merecidas e dignas aspirações e necessidades são atendidas e concretizadas. Mas a quietude é o primeiro requisito para que os desejos se manifestem. A quietude nos torna receptivos às emanações do plano vibracional de infinita canalização com o Mentalismo do Universo, e a meditação nos transporta aos mais recônditos lugares e planos da existência; a meditação nos põe em contato com as mais altas Inteligências, Seres de Luz da Sabedoria Infinita.

matrix

Guardião do Solo Sagrado – Explique por que pelo silêncio e pela meditação, se processa essa conexão?

Guardião do Tesouro – Imaginemos atirando uma pedrinha num lago tranqüilo e observando as ondas que se formam. Momentos depois, quando as ondas cessam, atiramos outra pedra. É exatamente o que fazemos quando entramos no campo do silencio puro, e pela meditação, introduzimos uma intenção. No silêncio, a intenção mais remota espalha ondas sobre o leito da Consciência Universal, que interliga todas as coisas. Mas se não experimentarmos a quietude da consciência, se a mente continuar como um oceano turbulento pode-se jogar uma montanha dentro dela que nem vai notar. Na Bíblia Cristã há uma frase que diz: “Fique em silêncio, sinta a Minha presença e saiba que eu sou Deus”. Isso só se consegue com a meditação, preparada pelo silêncio.

Guardião do Solo Sagrado – E o não julgamento, Guardião da Luz?

Guardião da Luz – Outra condição para acessar o campo da potencialidade pura é o não julgamento. Julgar é estar constantemente avaliando as coisas como certas ou erradas, boas ou más. Se estivermos constantemente avaliando, classificando, rotulando, analisando, criamos muita turbulência no diálogo interior. Essa turbulência restringe o fluxo de energia entre nós e o campo da potencialidade pura, diminuindo os espaços vazios entre os pensamentos, espaços esses que nos ligam ao campo da potencialidade, da criatividade, da realização, do poder verdadeiro. Diminuir esses espaços restringe a conexão com o campo da potencialidade pura e da criatividade infinita.

maxresdefault

Guardião do Solo Sagrado – Há uma curta oração que devemos repetir todos os dias antes de sairmos de nosso leito, ao acordarmos de nosso repouso diário: “Hoje e sempre, não julgarei nada que aconteça!”.

Guardião da Luz – Exatamente, o não julgamento cria o silêncio na mente, e devemos durante todo o dia nos lembrar dessa frase sempre que nos flagrarmos julgando alguma coisa ou alguém: “Hoje e sempre, não julgarei nada que aconteça!” É difícil essa prática, mas o compromisso de praticá-la, não julgar o tempo todo, tornará esse comportamento um traço de nossa personalidade.

Guardião do Solo Sagrado – E a quarta disposição, o contato direto com a natureza, explique-nos Guardião dos Livros?

Guardião dos Livros – O contato direto com a natureza, seja num riacho, numa floresta, numa montanha, num lago, numa praia, no toque a uma pequena árvore em seu quintal, em sua rua, no cuidado ou na contemplação a uma planta em casa, num vaso, numa floreira, é comunhão com as essências de tudo que há que se sintoniza com a nossa. Essa comunhão com a natureza levará a uma interação harmoniosa de nossa essência com todos os elementos das forças vitais fortalecendo a união com todas as expressões vivas da natureza. É pura magia, encantamento e mistério. Nossa verdadeira essência acessada nos dá uma pista sobre todos nossos relacionamentos porque, na verdade, todo relacionamento é reflexo do relacionamento que temos conosco mesmo. Se ofendermos, se imolarmos qualquer ser do reino animal, ou do reino vegetal, ou do reino mineral, pelo fato de estarmos todos interligados numa mesma essência, na mesma energia universal, estaremos imolando a nós mesmos, a parte de nós. Se nos sintonizarmos a todos os reinos, donde fazemos parte espiritual, e especificamente como seres biológicos que somos dentro do reino animal, e se compartilharmos o amor entre nós, dentre todos os reinos, se nos ampararmos a todos indistintamente em nossas necessidades, estaremos virtuosamente nos amparando na matéria e na alma.

1f5aa-10567554_1450714021865724_1737989387_n

Guardião do Solo Sagrado – Por que a humanidade vive às voltas com o medo, com a insegurança, com as doenças, com a pobreza?

Guardião dos Livros – Irmãos, se sentirmos culpa, medo, insegurança em relação ao dinheiro, ao sucesso, à saúde, ao que seja, isso é reflexo de aspectos básicos de nossa personalidade, aspectos de culpa, medo e insegurança. Pode ser algo registrado em nosso subconsciente advindo de experiências passadas desde nosso nascimento, ou de outras encarnações. Nenhuma quantia de dinheiro, de sucesso, vitórias na saúde, ou o que seja, resolverá problemas básicos da vida se não estivermos conectados à nossa essência universal, nossa alma, nossa inteligência eterna. Somente a intimidade com nosso verdadeiro Eu permitirá superar todos os problemas. Quando conhecemos nosso verdadeiro Eu, particular em nosso íntimo, amplo com a natureza, com o Universo, compreendendo realmente a sua verdadeira essência, não sentimos culpa, não nos sentimos vítimas, não temos insegurança, seja em relação ao dinheiro, abundância, saúde, e estaremos sintonizando a energia necessária para todas as realizações dos desejos. Sabemos que a essência de todos os bens materiais é energia vital, é potencialidade pura, e essa potencialidade é nossa natureza.

d020d-um

Guardião do Solo Sagrado – Suas considerações finais, Guardião dos Portais.

Guardião dos Portais – O que tenho a dizer é que passamos a entender que quanto mais acessamos nossa verdadeira natureza, mais espontaneamente aparecem os pensamentos criativos e as soluções de nossas demandas. Estaremos sintonizados com o campo da criatividade infinita e do conhecimento puro. Cito Franz Kafka, filósofo e poeta austríaco que disse: “Você não precisa sair de seu quarto. Fique quieto, sentado, deitado e simplesmente ouça. Não precisa nem ouvir, simplesmente espere. Não precisa nem esperar, aprenda somente a ficar quieto, silencioso, solitário. O mundo se oferecerá espontaneamente a você para ser descoberto, ele não tem outra escolha senão jogar-se em êxtase a seus pés”.

20824_560901073932252_1915058990_n

Guardião do Solo Sagrado – Suas considerações finais, Guardião da Luz.

Guardião da Luz – Aprendemos que necessitamos superar a turbulência do nosso diálogo interior e entrar em contato com o abundante, pródigo e infinito poder. Aprendemos que pela meditação criaremos uma atividade dinâmica que terá consigo a quietude da mente eterna, ilimitada e criativa. Essa requintada combinação de mente silenciosa, ilimitada e infinita, com mente dinâmica, limitada e individual, estabelece o equilíbrio perfeito entre quietude e movimento simultâneos, o equilíbrio criador de tudo o que quisermos. A coexistência dos opostos, quietude e dinamismo, torna-nos independente das situações, das circunstâncias, das pessoas, das coisas. Quando compreendemos a requintada coexistência dos opostos, entramos em alinhamento com o mundo da energia, o caldo quântico, a substância imaterial que é fonte do mundo material. O mundo da energia é fluente, é dinâmico, é elástico, mutável, eterno movimento, e é ao mesmo tempo imutável, quieto, tranqüilo, silencioso, eterno repouso.

mondi-paralleli

Guardião do Solo Sagrado – Meus Irmãos, aprendemos que a quietude por si só é o potencial da criatividade. O movimento por si só é a criatividade restrita a certos aspectos da sua expressão. A combinação do movimento com a quietude capacita-nos a desencadear a criatividade em todas as direções, até onde o poder de nossa atenção possa nos levar. Se a quietude acompanha sempre o movimento e a atividade, seja qual for a direção que seguirmos, o movimento caótico ao nosso redor não poderá impedir nosso acesso ao reservatório da criatividade, ao campo da potencialidade pura. Esta é a Lei da Potencialidade Pura.

 

Guardião do Solo Sagrado (*) – Irmãos, devemos agradecer por estarmos juntos nesta oportunidade de iluminação, e cumprir nossa obrigação de assimilarmos esses ensinamentos e divulgá-los à humanidade!

TODOS – Amém!

 

frase-buda-com-esforco-prolongadoMuito Obrigado a Você Por Ter Visitado o Meu Blog
Namastê , Paz , Amor Universal, Equilibrio.

E Lembre-se do Caminho do Meio ( Buda )

https://radionovaerabrasilia.wordpress.com/

Anúncios